Resolva Ja Assessores Resolva Ja      
    RESOLVA JÁ ASSESSORES
    (11) 2619.3836
    Av. Iraí, 79, Cj. 13B/2, Moema.
    São Paulo - SP
    04082-000
        Resolva contato@resolvaja.com.br
  PÁGINA PRINCIPAL  

COMO SE LIVRAR DOS JUROS ABUSIVOS

     
     

Revisão de Contrato e o Entendimento dos Tribunais

 

JUROS ABUSIVOS, Saiba como resolver

 
  QUEM SOMOS   Consumidores recorrem aos tribunais pedindo a revisão de contratos  

Redução de Juros Abusivos da Parcela e para Quitação

 

 
      de financiamento e de empréstimos com cobrança de encargos   O que é possível rever  
  CONTATO   considerados abusivos.   Conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, o teto para  
      Também pedem a devolução de taxas ilegais, como as de abertura   cobrança de juros é a taxa média divulgada pelo Banco Central da  
  CONSUMIDOR   de crédito, de emissão de boletos e de avaliação de bens. Em alguns casos,   época da assinatura do contrato.  
      é possível reduzir o montante devido, a menos da metade.      
  ASSESSORIA IMOBILIÁRIA   Entendimento consolidado do Superior Tribunal de Justiça limita os  
Capitalização composta de juros
 
      valores cobrados pelas instituições financeiras à média do mercado,   Também conforme entendimento pacífico do STJ, a capitalização  
  SUPORTE LEGAL   divulgada pelo BC.   composta de juros mês a mês, desde que essa condição esteja  
      Clientes têm conseguido a retirada de várias taxas de seus contratos,    expressa no contrato.  
      diminuindo as prestações.  

Caso contrário, a capitalização deve ser simples.

 
      Nos últimos anos, com a inflação sob controle e a oferta maciça de crédito,   O tribunais de segunda instância só têm admitido a capitalização  
      os brasileiros se encheram de dívidas...  

simples. 

 
          Taxa de abertura de crédito (TAC): Em geral de R$ 500, a taxa é ilegal.  
   

... De acordo com o entendimento dos tribunais, taxas para abertura

  Taxa de serviços de terceiros, jurídicos ou simplesmente outros serviços:  
    de crédito, emissão de boleto, avaliação de bem e de serviços de terceiros são   Valor é variável, pode chegar a R$ 1.000 ou R$ 3.000. Também é ilegal.  
    ilegais e devem ser expurgadas dos empréstimos.   Taxa de emissão de boleto (TEC): Variando entre R$ 3 e R$ 4 por mês,  
    O consumidor consegue o ressarcimento em dobro dessas quantias indevidas,   também é considerada ilegal.  
    conforme o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), por configurar   Taxas de avaliação do bem e de registro do contrato: Variam de R$ 200 a  
    abuso e má-fé.   R$ 1.000 e são consideradas ilegais pela Justiça.  
    Nas operações em andamento, a Justiça manda o banco descontar os      
    valores e recalcular a parcela, que diminui.   Algumas situações em que o contrato pode ser abusivo:  
    O consumidor consegue também reduzir as taxas de juros consideradas  

ATRASOS E TAXAS ILEGAIS COMPRA DE IMÓVEL NA PLANTA

 
    abusivas.   JUROS ABUSIVOS FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO  
    A jurisprudência consolidada do Superior Tribunal deJustiça (STJ) é de    DÍVIDA DE CARTÃO DE CRÉDITO  
    limitar esses encargos cobrados pelos bancos à taxa média do mercado   DÍVIDA DE CHEQUE ESPECIAL  
    divulgada mensalmente pelo Banco Central em seu site.      
    Deve ser aplicado o percentual vigente na data da assinatura do contrato.      
    Os juros médios para financiamento de veículos, porexemplo, estavam em      
    1,78% ao mês em março de 2010 (23,51% anuais) e, em março deste ano, em      
    2,20% ao mês (29,86% no ano). No caso de empréstimo pessoal, o %      
   

médio era de 3,28% (47,28% no ano).

Dado expresso

Cabe ao julgador limitar

     
    os juros à taxa média de mercado para as operações quando, no caso concreto, for      
    verificada a abusividade na contratação, afirmou ao Correio o ministro do STJ,      
    Sidnei Beneti. Segundo ele, quando a taxa de juros não estiver informada      
    expressamente no contrato recebido pelo cliente, o magistrado também      
   

deve determinar a aplicação do percentual médio do mercado.

 

     
    Segundo o juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT)      
    James Eduardo Oliveira, autor do livro Código de Defesa do Consumidor -      
    Comentado e Anotado, como regra geral, taxas que dizem respeito a serviço      
    de interesse do próprio banco não podem ser deduzidas à conta do consumidor,      
   

conforme prevê o CDC.

É abusiva, ainda, a inclusão de taxa denominada serviços

     
    de terceiros, se o consumidor não foi devidamente informado acerca de seu      
    conteúdo no momento da contratação (artigo 6º, III, do CDC), bem como se as      
    vantagens aferidas só aproveitam à instituição financeirae à revendedora de veículos      
    ,declarou a Segunda Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do DF       
   

em julgamento, em março, que manteve a sentença de primeiro grau.

     
    Além dos R$ 773,82 a título de serviços de terceiros, foram derrubadas ainda      
    as taxas de abertura de contrato (R$ 550) e de avaliação de bem (R$ 199)      
    cobradas pela Aymoré Financiamentos de um morador de São Sebastião      
    que adquiriu um carro financiado. Como ele teve direito à devolução em      
    dobro, a Justiça mandou abater  R$ 3.045, corrigidos desde a assinatura do      
    contrato.      
   

 

A Justiça também considera ilegal a cobrança da chamada comissão de

     
    permanência de consumidor inadimplente, quando cumulada com correção      
    monetária, multa contratual e juros moratórios...      
    Correio Braziliense - 22/05/2011      
           
                   
                   
  RESOLVA JÁ ASSESSORES   QUEM SOMOS JUROS ABUSIVOS CONSUMIDOR IMOBILIARIO SUPORTE LEGAL ADVOGADO ON LINE  
  (11) 2619.3836   CONTATO IMOBILIÁRIO REPARAÇÃO DANOS IMÓVEL NA PLANTA PERDAS PLANO COLLOR ADVOGADO DE FAMILIA  
  Av. Iraí, 79, Cj. 13B/2, Moema.   INDICAÇÃO DE CLIENTES CARTÃO DE CRÉDITO CODIGO CONSUMIDOR CHEQUE ESPECIAL      
  São Paulo - SP                
  04082-000                
Resolva contato@resolvaja.com.br                
  Valid HTML 4.01 Transitional